O PERDÃO

Lei – Fazendo Justiça – Condenando ou Perdoando

O tema do meu texto é o perdão, mas não podemos falar de perdão se não houve erros cometidos! Assim como ele não pode ter delito se não houver uma lei estabelecida de antemão, então o julgamento virá para fazer justiça, e no final virá sentença, condenação ou perdão! Existe a lei de Deus, ou a lei de Cristo, a lei de cada nação, as regras dos negócios, e a lei individual de cada indivíduo que é sua lógica para conceber o que é o bem ou o mal de acordo com o espírito de sua consciência! Cada parte tem sua própria justiça que se aplica àqueles que devem prestar contas a ela para o bem ou para o mal do que foi feito. Após a condenação ou perdão de acordo com a justiça de cada um! E depois o quê? A justiça de Deus fará justiça a cada julgamento que foi feito! Devemos entender quaisquer leis, a lei de DEUS sendo a lei de quem tudo existe, sua lei está acima de todas as leis existentes! Pois a lei de Deus abrange todas as outras leis e que, no final, e as nações, e os conjuntos, ou indivíduos, prestarão contas perante Deus por seus próprios julgamentos sobre os outros!

Isaías 2:4 (Falando de Jesus Cristo) Ele será o juiz das nações, o árbitro de um grande número de povos. De suas espadas eles forjarão hoyals, e de suas lanças serpes: Uma nação não mais sacará a espada contra a outra, e não aprenderá mais a guerra.

Na verdade, Deus estabelece juízes, mas não permite que ninguém julgue ninguém por qualquer lei que não seja a que ele mesmo estabeleceu! Para entender melhor, ele é quem vai julgar até mesmo os JUGES dos JUGES!

Atos 10:42 E Jesus nos ordenou a pregar ao povo e certificar que ele foi estabelecido por Deus para julgar os vivos e os mortos. 2 Timóteo 4:1 Imploro a Deus e diante de Jesus Cristo, que deve julgar os vivos e os mortos, e em nome de sua aparência e seu reino, aqui está o que o Primeiro e o Último nos dizem: Para aqueles que fazem leis e regras contra os outros, eles serão julgados da mesma forma pelo julgamento que se aplicam aos outros! Eclesiastes 3:16 Eu vi novamente sob o sol que no lugar estabelecido para julgar há maldade, e que em vez disso estabelecido para a justiça há maldade.

Deuteronômio 32:35 Para mim vingança e retribuição, quando o pé deles vai vacilar! Pois o dia de seu infortúnio está próximo, e o que os espera não será muito tempo. Eclesiastes 12:14 (12-16) Pois Deus trará todo o trabalho ao julgamento, sobre tudo o que está escondido, seja o bem ou o mal. Romanos 14:12 Então cada um de nós se reportará a Deus por si mesmo.

O que é o SUPREMO JUGE WE DIT: "O Monte 6:12 nos perdoa nossas transgressões, pois também perdoamos aqueles que nos ofenderam; Monte 6; 14 Se você perdoar os homens por suas transgressões, seu Pai Celestial irá perdoá-lo também; 15 Mas se você não perdoar os homens, seu Pai também não o perdoará por suas transgressões. »

Mas todos sabemos que ninguém está sem pecados antes daquele que devemos explicar! Para obter seu perdão devemos saber perdoar os outros! Caso contrário, sofremos as mesmas condenações ou maldições que infligimos àqueles que nos ofenderam! A maioria dos casos os homens se encontram na maldição simplesmente por terem aplicado um julgamento e condenado aqueles que os ofenderam por um julgamento severo que, no final, este julgamento recai sobre si mesmos! É por isso que o PERDÃO é a chave para nosso próprio perdão e nossa PAZ! Após o vídeo, há dois depoimentos de dois casos vividos, e um Grande Testemunho do próprio DEUS sobre perdão! Acompanhe o vídeo!

2Co 5; 18 E tudo isso vem de Deus, que nos reconciliou com ele através de Cristo, e que nos deu o ministério da reconciliação. 19 Pois Deus estava em Cristo, reconciliando o mundo consigo mesmo, não culpando os homens por suas ofensas, e ele colocou em nós a palavra de reconciliação. 20 Então agimos como embaixadores de Cristo, como se Deus estivesse nos exortando; imploramos em nome de Cristo: reconciliado com Deus!

o Testemunho do homem adúltero o Testemunho da mulher fraturada que apresentou uma queixa ao sistema de justiça masculina! o Testemunho de Deus e dos homens